Facebook Pixel Fallback

Vale a pena abrir um negócio em família?

14/07/2020
Conheça a história de Leonardo e Renata que começaram um e-commerce familiar 7 anos atrás.

Entende-se como negócio familiar o empreendimento em que, os principais gestores fazem parte de uma mesma família. Segundo o Sebrae, para manter o sucesso nesse tipo de empresa é importante determinar metas e o grau de envolvimento da família no negócio, pontuando funções e estratégias.

Este foi o método adotado por Leonardo Almeida e Renata, donos da Loja Tip, voltada para decorações e objetos temáticos. 

"Eu e a Renata tínhamos acabado de ficar desempregados e estávamos a um mês de distância do casamento. No processo de decoração nós queríamos coisas no estilo geek e não encontrávamos no Brasil, eu já tinha tido um negócio online e daí tivemos a ideia de comprar algumas coisas que não encontrávamos aqui para revender a outras pessoas" conta Leonardo, que atuava como gestor de e-commerce antes de abrir seu próprio empreendimento. 

O investimento realizado pelo casal seguiu uma estimativa de 3 meses de venda, mas a surpresa foi que no primeiro mês já haviam esgotado todas as compras. 

"Começamos a vender em outubro de 2013 pensando que duraria até o final do ano, mas no início de novembro já tínhamos vendido tudo. Esse foi o nosso teste e nós percebemos que deu certo, então começamos a nos planejar para montar a empresa no ano seguinte" conta o empreendedor.

O casal explica que aproveitaram de uma situação ruim como oportunidade de trabalhar com o que gostavam, entendendo quais eram as qualidades de cada um e dividindo as tarefas.

"A Renata tinha a ideia de só me ajudar no início, mas acabou pegando gosto pelo negócio, então eu fiquei com a parte financeira e de parcerias e ela com a comunicação e atendimento ao cliente. Essa foi a parte mais difícil no começo, mas nós nós entendemos que precisávamos assumir funções a longo prazo, então tinha que ser algo que gostássemos de verdade", pontua Leonardo. 

O empreendedor conta que a divisão das tarefas continua a mesma entre o casal após 6 anos da criação da loja e atualmente o trabalho funciona tanto na parte online quanto em uma loja física.

"Na loja física o cliente se envolve mais fácil por conta de toda ambientação, você só vai encaminhar ela pro tema que ela procura. Na loja online a grande questão é você conseguir chegar ao cliente, estar nos canais certos, conseguir divulgar a sua loja e dar uma experiência boa para o cliente. A compra precisa ser rápida, segura e confiável", observa ele.

Como desafio o casal de empreendedores afirma que o importante é não deixar que os assuntos do negócio sejam a única pauta do casal ou da família e que estar com aquele familiar precisa remeter a outras questões que não só o trabalho, mas concordam que o sucesso do negócio se torna mais prazeroso já que ambos sabem o processo de chegada até lá.

Atualmente o casal pretende dar mais atenção pro e-commerce e afirmam que conhecem o potencial de crescimento do próprio negócio.

"Neste momento em que muitas lojas estão fechadas, nós focamos mais na loja online. As pessoas estão querendo que sua compra chegue em casa, não querem precisar sair, então nós entendemos que é o momento de investir no e-commerce e no marketplace. O e-commerce já era o futuro e esse futuro está cada vez mais próximo" finaliza Leonardo.


Flicker
  • Redes sociais
Realização
Realização Camara-e.net
Apoio
Sebrae
3
1
2
Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) | CNPJ: 04.481.317/0001-48
Edifício Higienópolis Offices Tower - Av. Angélica, 2.503 - 5 andar, sala 56, 01227-000 - Consolação - São Paulo/SP
Contato: (11) 3237-1102 | E-mail: info@camara-e.net
2018 - Todos os direitos reservados
  • Patrocínio Master
  • Realização