Uma loja virtual mais competitiva - Diário do Comércio

22/05/2014, às 06:20
Abrir uma loja virtual não é problema; o desafio é mantê-la em atividade depois. Pensando nisso, a camara-e.net lançou o “Movimento e-MPE”, durante o eShow São Paulo.

Abrir uma loja virtual não é problema; o desafio é mantê-la em atividade depois. Pensando nisso – e nos índices significativos de mortalidade das MPEs no e-commerce, a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) lançou ontem o “Movimento e-MPE”, durante o eShow, maior evento europeu dedicado ao e-commerce que realiza sua 3ª edição na capital paulista.

A ação de apoio consiste no acesso a um kit de competitividade digital, composto por soluções e ferramentas utilizadas na instalação de sites de e-commerce ofertadas por associados da Câmara a preços mais baixos que os praticados no mercado às empresas de menor porte que optarem por se associar ao Comitê de MPEs. A adesão também dá direito (após análise prévia), ao selo “Clique e-Confie”, espécie de certificação de credibilidade da camara-e.net com foco na relação ética entre varejistas e consumidores virtuais, dentro das boas práticas de e-commerce.

Fernando Ricci, secretário executivo da Câmara, explica que o Movimento é uma espécie de “pós-Ciclo MPE.net” – treinamento gratuito da própria entidade que está na 11ª edição e que orienta micro, pequenos e médios empreendedores a abrir ou aperfeiçoar sua loja na internet. Porém, ao perceberem que, mesmo que ao fim dos eventos, 24% das participantes declaravam que abririam ou iriam abrir sua loja, descobriu-se que pelo menos três a cada dez, “número mais ou menos dentro dos índices de mortalidade do Sebrae nacional”, segundo ele, fechavam em aproximadamente seis meses.

“(Nos Ciclos) Ensinamos a construir uma loja virtual, a fazer os rastreamentos necessários, a utilizar paineis de infraestrutura muito rapidamente, enfim, a usar todas as ferramentas necessárias para operar no e-commerce. Mas não sabíamos o grau de fechamento dessas empresas – e muito menos o que elas que estavam precisando para se perpetuarem dentro da economia digital. O Movimento é uma evolução desses ciclos, uma preocupação com ‘o depois’, ou seja, que essas empresas continuem competitivas e tenham boa performance depois de abrirem sua loja virtual”, afirma.

Como funciona – No kit de “competitividade digital” oferecido às MPEs que se associarem ao Comitê da camara-e.net, há ofertas de serviços como hospedagem, loja Web, ERP de e-commerce, e-mail, meios de pagamento, web marketing, certificação digital, serviços de logística e linhas de financiamento especiais para adquirir esses serviços e ferramentas. Todos são oferecidos por empresas associadas à Câmara, como Braspag, Cielo, Google, Locaweb, MercadoLivre, MercadoPago, Microsoft, UOL Host, PagSeguro e Visa, entre outras.

De acordo com Ricci, para ter acesso aos preços mais competitivos e ao selo de qualidade, as MPEs devem fazer uma pré-inscrição no hotsite do Movimento, que entra no ar a partir de hoje. “Faremos uma análise inicial das inscritas, para verificar se elas têm CNPJ, endereço fixo, telefone, entre outros dados, para avaliar as condições de serem aceitas no Comitê. Dentro de 15 ou 20 dias, essas empresas poderão ter acesso às facilidades – e com garantia maior de credibilidade devido ao selo”, conclui.

Para aderir, acesse www.camara-e.net/e-mpe e faça sua inscrição. A taxa mensal para manutenção e participação é de R$ 59.

Fonte: Diário do Comércio


Flicker
  • Redes sociais
Realização
Realização Camara-e.net
Apoio
Sebrae
Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) | CNPJ: 04.481.317/0001-48
Edifício Higienópolis Offices Tower - Av. Angélica, 2.503 - 5 andar, sala 56, 01227-000 - Consolação - São Paulo/SP
Contato: (11) 3237-1102 | E-mail: info@camara-e.net
2018 - Todos os direitos reservados
  • Patrocínio Master
  • Realização